TTrans vai produzir em Três Rios o primeiro ônibus elétrico rodoviário da América do Sul


A T'Trans, empresa privada do segmento metroferroviário, anunciou na última quinta-feira (7), através de seus diretores Sidnei Piva e Massimo Giavina, uma nova atuação de sua base industrial em Três Rios, onde funciona desde 2001, quando foi inaugurada, ocupando uma área total de 62 mil metros quadrados, com 19 mil de área construída no município.

Em sua nova fase, com investimento de R$ 50 milhões em máquinas e tecnologia do próprio mercado brasileiro, a fábrica irá gerar 700 novos empregos no município. Ainda segundo o empresário Sidnei Piva, o foco será na mobilidade urbana e no transporte ferroviário ativando sua fábrica de vagões, setor onde obteve destaque desde sua fundação.

Até o final de abril a empresa busca criar o protótipo do primeiro ônibus elétrico rodoviário da América do Sul, com uma estimativa de produção de até 400 ônibus, que deverão ser fabricados no município de Três Rios. A ideia é que sejam interestaduais com autonomia de 800 km.

De acordo com Sidnei Piva, a T'Trans é uma empresa nacional com atestado para a produção também de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). "Nos destacamos no mercado brasileiro pela qualidade na prestação de nossos serviços. Pretendemos expandir esse projeto para diversas cidades brasileiras", disse Piva.

Com experiência de cinco décadas no transporte ferroviário, o diretor presidente da T'Trans Massimo Giavina destacou que a empresa está entrando em uma nova fase. "Nos últimos três anos, a empresa enfrentou uma forte crise econômica e agora está ressurgindo como grande força no setor ferroviário", ressalta Giavina.

Fundada em novembro de 1997, a T´Trans atua desde então no segmento metroferroviário realizando serviços nas áreas de energia, sinalização e controle, telecomunicações, sistemas auxiliares, bilhetagem eletrônica e material rodante.

Liquidação de débitos

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira (14), os acionistas da companhia, por meio do seu sócio Sidnei Piva, informaram a liquidação de 100% dos débitos existentes com credores e com funcionários. No acordo firmado, todos os funcionários, tanto os que estavam inseridos no processo de recuperação judicial, quanto os que não estavam, irão receber em até 30 dias, possibilitando assim a liquidação da recuperação judicial da empresa.


Fonte Entre Rios Jornal

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now