'Shallow now', 'Aqui, não', 'Vem tranquilo': Operações de Paraíba do Sul chamam atenção



“Juntos e Shallow Now” é uma versão brasileira da música da cantora americana Lady Gaga, com participação do ator Bradley Cooper, que ganhou o Oscar de melhor canção original pelo filme "Nasce uma estrela". Por aqui, ela foi interpretada por Paula Fernandes e Luan Santana em uma adaptação que teve grande repercussão nas redes sociais. O título da música também bombou na internet nas últimas semanas por um outro motivo inusitado: foi o nome dado a uma operação conjunta entre as polícias Civil e Militar em Paraíba do Sul, no Sul do Rio de Janeiro.


“Aqui, não”, “Vem tranquilo”, "Meu limão, meu limoeiro"... Esses são alguns outros nomes das operações feitas no município. A criatividade chama atenção por, muitas vezes, estar relacionada com algo que esteja "viralizando" na internet.


O objetivo é o trabalho das polícias ganhe a atenção das pessoas. “Consideramos um trabalho diferenciado das outras cidades do país. Nós consideramos únicos esse nível de integração de Paraíba do Sul”, explicou Oneir Guedes, chefe do Grupo de Investigação da delegacia de Paraíba do Sul, um dos responsáveis por esses batizados curiosos.


Origem dos nomes


As investigações começam muito tempo antes do dia em que os agentes vão para as ruas. Mas como os nomes são escolhidos com referências tão atuais? O segredo é colocar um nome provisório durante o período de investigação. “A definição do nome só vem na data final”, explicou Oneir.


Já outros nomes têm relação com o crime investigado. Uma ação que tinha o objetivo de prender um grupo conhecido como “Cachorrão”, por exemplo, recebeu o nome de “Operação Antirrábica”, por causa da vacina para prevenir a doença da raiva.


Mas a que mais chamou a atenção foi a parceria entre Paula Fernandes e Luan Santana que dividiu opiniões em todo o país. "Juntos e Shallow Now não teve destaque pelo resultado, mas pelo nome. Foram três presos, contra 13 da 'Meu Limão, meu limoeiro'. Foi uma grande visibilidade para o nosso trabalho", explicou.


A metodologia do trabalho vem funcionando desde o fim de 2016. Desde então, a Polícia Civil já participou de 26 operações, com um total de 131 presos, sem contar os menores apreendidos. Confira outros nomes criativos de operações:


"Vem tranquilo"

A expressão virou "meme" na internet ao ser dita em um vídeo que mostra dois homens durante uma briga de rua. Um deles, em tom de deboche, diz para o outro: "Vem tranquilo". A operação recebeu esse nome porque se tratava de uma investigação de um crime que teve origem em uma desavença.


"Meu limão, meu limoeiro"

A operação "Meu limão, meu limoeiro" concentrou recebeu esse nome porque foi feita no Limoeiro, bairro de Paraíba do Sul. O objetivo foi combater o tráfico de drogas e a ação de grupos armados na região.


"Bandeira Dois"

A operação Bandeira 2 investigou e prendeu suspeitos de envolvimento em crimes que tinham taxistas como vítimas. Foram cumpridos mandados de prisão no bairro Grama. A ação contou com o apoio do Ministério Público e do Poder Judiciário.


"Sob nova direção"

A operação "Sob nova direção" fez uma brincadeira com o Morro do Volante. Foi uma ação contra o tráfico de drogas na localidade. A investigação durou cerca de seis meses.


"Aqui, não"

Quando divulgou as informações sobre a operação "Aqui, não", a polícia disse que, no município, as ações criminosas "não serão toleradas". As investigações apontavam para a presença de traficantes do Rio de Janeiro que tinham como objetivo instalar uma facção criminosa no bairro Liberdade. Três homens foram presos e dois menores apreendidos. Drogas também foram encontradas.


"Dominó"

A Operação Dominó teve quatro fases e tinha como objetivo mostrar que as prisões teriam efeito dominó, "derrubando", em sequência, cada grupo criminoso que agia na localidade.


"Malhete"

A Malhete teve como inspiração o martelo utilizado pelo juiz. Ela cumpriu mandados de prisão de crimes antigos.


"Tiamat"

Tiamat é um dragão de várias cabeças do cultuado desenho animado Caverna do Dragão. A operação tinha como objetivo "atacar várias 'cabeças' da criminalidade na cidade". E cada bairro representava uma dessas "cabeças". Quarenta pessoas foram presas na operação.


Fonte G1

64 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo