Recordar é viver: PASSAGEM COM OS PÉS DESCALÇOS SOBRE BRASAS DA FOGUEIRA

A festa é organizada durante muitos anos pelo Sr. Sebastião Menezes com a participação da comunidade no bairro do Inema, tendo como ato inicial a “reza da ladainha” na casa do organizador. Mantendo a tradição centenária da família Menezes e dos fiéis, a devoção a São João é demonstrada através do tradicional ritual da passagem com pés descalços sobre brasas da fogueira, na madrugada do dia 23 para 24 de junho. Segundo relato do Sr. Sebastião, seu bisavô contava que no período da escravidão no Brasil, escravos de uma Fazenda de Engenho planejavam fuga em massa. Sendo delatados, receberam o castigo e foram obrigados a passar descalços pela brasa quente. Quem conseguisse passar sem sentir dor e sem queimar os pés, ficaria livre das chibatadas.

Provavelmente o senhor de engenho e seus capatazes acreditavam que seria impossível alguém andar descalço sobre brasas. Este fato acorreu por ocasião do dia de São João, e para surpresa todos os escravos conseguiram o feito. A partir daí os negros atribuíram que aquele que tem fé em Deus e em São João possui o poder de andar sobre brasas.

Hoje negros e brancos unidos pela fé se reúnem nesta data no bairro do Inema em Paraíba do Sul, repetindo e preservando o tradicional ritual das brasas.