Parabéns a Paraíba do Sul pelos seus 187 anos de História

Atualizado: Mar 25


Quem está aniversariando nesta quarta-feira, 15 de janeiro, é a nossa querida e amada Paraíba do Sul. Nossa cidade vem completando mais uma ano em sua longa história de conquistas, que continuarão a se repetir na trajetória daqui para a frente. E nessa data mais que especial, o Centro Sul Notícias trouxe uma matéria falando um pouco sobre a história da Rainha das Águas Minerais!

História


Em 1681 Garcia Rodrigues Paes, filho do Bandeirante Fernão Dias, descobriu um remanso no no rio Paraíba do Sul. Sabendo que o local era próximo ao Rio de Janeiro, viu a possibilidade de abrir um novo caminho que aproximasse o Tráfego entre as minas de pedras preciosas (descobertas pelo seu pai), ao porto do Rio de Janeiro.


Segundo documentação, em 1682 firma um contrato prometendo abrir “ o mais direito Caminho que pode haver “ entre as minas e o mar, recebendo em troca, pelos serviços, terras e privilegio, desde que descobertas ouro e pedras preciosas. No ano de 1683, surge a ocupação inicial com a Fazenda de Garcia que deu origem a Cidade.


Quinze anos depois, com a descoberta e exploração do ouro em Minas Gerais, iniciou-se a abertura do Caminho Novo. A Fazenda da Parahyba tornando-se local de abastecimento com milho, peixe e caça para a frente de trabalho de índios purís escravizados pelos agregados de Garcia- os curibocas guaianás do Planalto de São Paulo.


Sendo concluído em 1700, o trecho do caminho entre Paraíba ao Rio de Janeiro, e em 1704 atingiu a Mantiqueira, onde o Caminho Novo uniu-se ao já existente que vinha de São Paulo. O guarda mor das Minas - Garcia Rodrigues Paes recebe sesmarias de quase 40km x 13km ao longo do caminho.


Vindo a falecer em Paraíba do Sul no ano de 1738, Garcia deixa uma das maiores fortunas do Brasil Colonial a seus descendentes - os Paes Lemes, que mantiveram as terras da Fazenda da Parahyba vivendo de arrendamento e recebendo foros até 1833 - quando então é elevada villa da Parahyba do Sul.


Paraíba do Sul, está intimamente ligada a história da Inconfidência. possui na Vila de Sebollas - 3º Distrito os restos mortais de Tiradentes; que por determinação da sentença de morte, foram expostas em frente a Fazenda das Sebollas, local onde o Inconfidente pregava a Independência do Brasil. 


Turismo


Homenageando o Rio que banha o Município, Paraíba do Sul é um dos maiores municípios da região fazendo divisa com a região serrana até o estado de Minas Gerais. E o turismo acompanha a grandeza da cidade e podemos destacar os seguintes pontos:


Museu Histórico Iconográfico - Museu Nicolino Visconti

Exposição permanente de fotografias que retratam o desenvolvimento histórico da cidade e um terminal digital com acesso livre de consulta para a população. Museu Ferroviário José Pereira Palhares

Com acervo tridimensional, peças representativas da história ferroviária, maquete, fotos e documentos. Galeria Cultural Luís Carlos Tavares Coelho

Instalada na passagem subterrânea da estação ferroviária com painéis fotográficos descritivos sobre a história da cidade, pontos turísticos, religiosos, ecológicos e rurais. Praça do Exército

Com peças representativas da artilharia do Exército Brasileiro, playground, quiosque/pizzaria, ponto de partida dos passeios turísticos. Praça Marquês de São João Marcos

Praça Marquês de São João Marcos, conhecida popularmente como o Jardim Velho é o local de encontro dos Jovens e das Famílias. Possui palmeiras centenárias, além de lindos jardins e quiosques que compõem sua arquitetura.  Museu Sacro-Histórico de Tiradentes

O Museu de Tiradentes foi inaugurado a 01 de abril de 1972 e encontra-se instalado numa pequena casa, em Inconfidência, apresentando cinco salas com acervo diversificado.  Fábrica de Rendas

Com várias décadas no mercado, a Fabrica de Rendas Finas Paraíba, tem participação ativa em vários segmentos da sociedade tais como: artesanato, festas junina, afro brasileira e carnaval. Pedra da Tocaia

Localizada no 2º Distrito, a pedra com altura de 800 metros, está circundada por densa floresta, apresentando variadas espécies vegetais, onde o acesso só é possível através de caminhada ou a cavalo. Ideal para quem gosta de aventura. Ponte Leopoldo Teixeira Leite

Ponte Férrea, popularmente conhecida como Ponte Preta, sobre o Rio Paraíba do Sul. Foi construída por Paulo de Frontin. Hoje reativada faz parte do trajeto do Trem da Estrada Real.  Ponte da Paraíba

Possui quatro pilares maciços construídos em cantaria lavrada para sua sustentação. Foi inaugurada em 1857, favorecendo a travessia do rio, onde era cobrado um pedágio no período entre 1857 a 1889. 


Download das Fotos

Galeria de Fotos:


31 visualizações