Paciente com suspeita de coronavírus em JF recebe alta hospitalar

Atualizado: Mar 19


A paciente com sintomas compatíveis com o coronavírus (Covid-19), que estava internada no Hospital Regional Doutor João Penido, em Grama, Região Nordeste de Juiz de Fora, recebeu alta na tarde desta sexta-feira (28).


A assessoria de comunicação da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), gestora do hospital, afirmou que o caso da mulher, de 51 anos, continua sendo tratado como suspeito, e que, portanto, ela será monitorada pela Vigilância Epidemiológica e Ambiental (Dvea) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), em isolamento domiciliar, enquanto aguarda os resultados dos exames enviados para a Fundação Ezequiel Dias (Funed), em Belo Horizonte.


Em nota, a Secretaria de Saúde também confirmou a alta da paciente e informou que o acompanhamento da Vigilância tem por objetivo avaliar se a paciente apresentará outros sintomas ou se seguirá com quadro estável. O monitoramento será feito por profissional de saúde plantonista do DVEA, via telefone, como recomendado pelo Ministério da Saúde.


A paciente deu entrada na quarta-feira (26) no Hospital Doutor Geraldo Mozart Teixeira (HPS) com possíveis sintomas de coronavírus (Covid-19). Segundo a Secretaria de Saúde, na ocasião, ela apresentou febre, dor de garganta e secreção clara.


Em nota, a pasta afirmou que a paciente havia chegado recentemente da Itália. Na ocasião, ela foi transportada pelo Samu para o Hospital Regional Doutor João Penido, centro de referência para tratamento do coronavírus em Juiz de Fora, e seu quadro permaneceu estável até esta sexta.


Capacitação dos servidores


Nesta segunda-feira (2 de março), a PJF capacitará os profissionais da área de saúde do Município a respeito do coronavírus. A atividade abrangerá todos os níveis de assistência (atenção básica, secundária e de urgência e emergência) das redes pública e privada.


De acordo com a Secretaria de Saúde, a atividade será realizada em dois momentos. Às 9h, participarão do treinamento servidores dos níveis de atenção básica e secundária. Às 14h30, será a vez dos profissionais das unidades de urgência e emergência e de Pronto Atendimento (UPAs).


A capacitação será ministrada pela médica do DVEA, Sônia Rodrigues, e pela infectologista da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, Cristiane Marcos Soares.


Fonte Tribuna de Minas

18 visualizações
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now