Operação Monstro S.A cumpre mandado de prisão no bairro Limoeiro


Neste sábado (14), no bairro Limoeiro, em Paraíba do Sul, foi realizada uma ação integrada da polícias civil e militar batizada de “Operação Monstros S.A”, que resultou no cumprimento de dois mandados de prisão temporárias e na prisão em flagrante de Uelinton Frederico da Conceição, mais conhecido como “Monstro”, de 32 anos.

A ação foi resultado de uma investigação que durou cerca de um mês, onde os agentes identificaram que “Monstro”, após passar um longo período preso e sair da penitenciária em julho deste ano, assumiu a liderança do tráfico de drogas no bairro Limoeiro. O tráfico neste bairro já havia sido totalmente desmantelado no dia 03 maio de 2019, quando uma operação integrada da 107ª DP com 38º Batalhão de Política Militar (BPM), batizada de “Meu Limão Meu Limoeiro” , resultou na prisão de prisão de 13 indivíduos.


A investigação demonstrou que Ueliton, ligado ao Comando Vermelho, para ocupar o espaço deixado pelo grupo preso, montou uma movimentada “boca de fumo” na Estrada da Palestina, onde ele contava com apoio de menores de idade para comercialização de drogas.


Após a representação da Autoridade Policial, “Monstro” e sua namorada Mariane Rosa Rodrigues, de 23 anos, tiveram suas prisões temporárias decretadas pela Justiça na última quarta-feira 12) e sexta-feira (14), durante o cumprimento desses dois mandados de prisão, uma equipe composta por policiais civis e militares prendeu Ueliton em flagrante o encontrarem o local onde ele havia escondido uma saca com 17 buchas de maconha, dinheiro e material para endolação, tendo sido constatado que esta droga era parte final de uma grande carga de maconha e cocaína que já havia sido vendida.

O nome da operação é uma referência ao apelido do indivíduo preso e ao grupo a ele associado. As investigações irão prosseguir até todos elementos ligados a ele sejam identificados e presos. Através desse trabalho a polícia busca demonstrar que o combate a criminalidade na cidade se dá de forma incessante e continua. Quando determinado grupo é preso e outros tentam ocupar o espaço por ele deixado, a polícia estará sempre atenta para combatê-los essas condutas criminosas e garantir o cumprimento da lei.


Fonte 107ª Delegacia de Polícia

95 visualizações