Justiça manda Cedae reduzir a conta em 25% após a crise da água


A Justiça do Rio determinou nesta terça-feira (10) que a Cedae reduza imediatamente a conta dos consumidores em 25% devido à distribuição de água com gosto, cheiro e cor alterados, durante vários dias em janeiro e fevereiro.

A informação foi antecipada pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmada pelo Tribunal de Justiça do Rio. Antes da ação movida pelo Ministério Público e pela Defensoria Pública, várias tentativas de acordo fracassaram.

De acordo com a decisão da juíza Maria Christina Berardo Rucker, da 2ª Vara Empresarial do TJ, a redução no fornecimento de água foi estipulada em 50%. Mas, como não haverá redução na cobrança do serviço de esgoto, ficou estabelecida redução de 25% no valor total da conta.

A magistrada determina que o desconto seja dado "até a comprovação de regularização do fornecimento de água sem odor, cheiro ou turbidez inadequados, com o devido fornecimento de água adequada e própria para o consumo, limpa, inodora e incolor, na forma das normas regulamentares e legais". A multa diária é de R$ 1 milhão caso a Cedae não acate a decisão.

A mesma juíza havia negado o bloqueio de R$ 560 milhões da Cedae para indenizar os consumidores. Rucker concordou que o abastecimento foi inadequado e que o produto teve o gosto modificado por causa da presença da substância, mas argumentou que bloqueio poderia "inviabilizar as atividades da sociedade" e até o fornecimento do serviço.

Relembre a crise da água

Desde o começo de janeiro, moradores do Rio de Janeiro e de municípios da Baixada Fluminense começaram a reclamar do cheiro e gosto da água que chega às torneiras.

O que é geosmina?

A Cedae atribuiu os problemas à presença da enzima geosmina, liberada por microalgas que, em contato com microorganismos, altera a aparência da água, mas informou que ela não prejudica a saúde.

Para solucionar o problema, a empresa aplicou carvão ativado e argila nas águas. Seis dias depois o tratamento foi reforçado com argila ionicamente modificada perto do ponto de captação da água.


Fonte G1

0 visualização