Estado do Rio tem primeiros casos de transmissão local do coronavírus


A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES-RJ) confirmou, nesta quinta-feira (12), os primeiros casos de transmissão local do coronavírus. A condição significa que os pacientes foram infectados pelo vírus mesmo sem terem viajado para países com transmissão comunitária. Os pacientes são um homem, de 72 anos, e a esposa, de 68 anos.


Ambos tiveram os testes com resultado positivo para a doença e estão em isolamento familiar, com estado de saúde estável. Agora, são 15 casos no estado do Rio: 13 na capital, 1 em Niterói e 1 em Barra Mansa.

A confirmação dos novos casos fez com que o RJ passasse para o nível 1 do Plano de Contingência, que prevê a disponibilidade de 206 leitos exclusivos para tratamento de casos graves de pessoas infectadas em hospitais espalhados pelas diversas regiões do estado, incluindo unidades municipais e federais, além da rede estadual.


O Plano de Contingência, criado pela SES-RJ em fevereiro, tem por objetivo sistematizar ações e procedimentos de responsabilidade do governo estadual. Os níveis de acionamento são organizados de acordo com parâmetros epidemiológicos, como números de casos:

  • Nível Zero – Casos importados notificados ou confirmados.

  • Nível 1 – Transmissão local de coronavírus no estado do Rio de Janeiro.

  • Nível 2 – Transmissão comunitária, que ativará outros leitos para assistência de casos graves.

  • Nível 3 – Quando as ações e atividades orientadas para serem realizadas no nível 2 de ativação forem insuficientes como medidas de controle e para a organização da rede de atenção na resposta.


Caso o surto chegue a esse nível, além de todas as unidades citadas anteriormente, será criado pela Secretaria de Estado de Saúde um hospital de campanha e as Forças Armadas serão acionadas. Haverá ainda a utilização de leitos em unidades especializadas, com a suspensão de cirurgias eletivas.


Fonte: Entre Rios Jornal

26 visualizações